TVOeste Esporte, Cultura e Notícias de Ouro Verde do Oeste
 

Toninho Cecílio e o jogador Anderson recebem as meninas do futebol de Ouro Verde do Oeste.

Nesta quarta feira a equipe do Paraná Clube jogou contra o TCW pelo campeonato paranaense de futebol que terminou com o empate de 0 X 0. As atletas de Ouro Verde, que estão se preparando para a disputa do campeonato paranaense de futebol e tambem as alunas da escolinha, puderam ver e conversar, de perto, com o Técnico Toninho Cecílio, ex-jogador e ex-diretor do Palmeiras e atual técnico do Paraná Clube, e também com o jogador Anderson que atuou pelo Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Santo André, América Mineiro, Benfica de Portugal, Lion da França e Seleção Brasileira. Toninho Cecílio recebeu a 1a. camisa do uniforme usado em 2011, no início do Projeto do Futsal Feminino infantil sub14, quando a equipe conquistou o 1o. título regional e Macrorregional, ficando entre as 5 melhores equipes do estado. Depois disso vários títulos já foram conquistados e atualmente a equipe detem o título de vice-campeã estadual de futebol na categoria sub17. A prefeitura municipal, juntamente com a Associação Comercial (ACIOV), Sociedade Esportiva Ouro Verde e a Associação Sperafico estão se unindo para uma parceria com objetivo de filiar o futebol feminino e masculino para as disputas das competições da Federação Paranaense de Futebol. Na próxima semana o Diretor de Esportes Prof.Jaime Leal estará com os representantes da FPF para os detalhes da filiação e registro das atletas. O masculino será encaminhado através da Liga de Futebol de Toledo. Veja um pouco da vida esportiva do técnico Toninho Cecílio e do jogador Anderson Cléber.


TONINHO-CECILIO-JOGADOR.jpg

Toninho Cecílio como jogador Toninho Cecílio iniciou a carreira nos juvenis do Palmeiras em 1984, depois de desistir do basquete. No clube ficou por dez anos, sendo um dos titulares da zaga desde 1987, seu melhor momento foi no início dos anos 1990, quando chegou a ser convocado para a Seleção Brasileira, então comandada pelo treinador Paulo Roberto Falcão. Mais experiente, passou a ser um dos líderes do time: quando a diretoria estava para fechar o contrato de parceria com a Parmalat, em 1992, procurou-o para saber sua opinião. Ele tinha acabado de voltar de uma contusão que o deixara mais de cinquenta dias parado, uma ruptura do músculo no bíceps femural, causada quando deu "um pique" em partida contra o Paysandu.[4] "Foi o pique mais longo de minha vida", disse, à época. Mesmo sendo capitão da equipe, a ausência de títulos pesou, e acabou sendo negociado com o Botafogo. De lá, Toninho foi para o Cruzeiro e depois para o Cerezo Osaka, do Japão, onde sagrou-se campeão e chegou a integrar a seleção de estrangeiros da J-League. Retornou ao Brasil para atuar no Coritiba, e em equipes do interior de São Paulo, encerrando a carreira em 2001 atuando pelo Santo André.


9076.jpg

Sindicalista  Foi presidente do Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo de 1989 a 1992, tendo como Vice-presidente, o ex-ídolo são paulino Raí. A gestão ficou marcada por apoiar e contribuir com o ante-projeto de lei ZICO, embrião da Lei Pelé, que, entre outras coisas, acabou com a Lei do Passe.

Como dirigente e treinador Tendo formação superior em Publicidade e Propaganda, obteve em 2001 a formação no Curso Internacional de Treinadores de Futebol, assumindo no ano seguinte a Paraguaçuense, mas seu destino era mesmo o de dirigente. Em 2004, assumiu a gerência de futebol da Portuguesa Santista, e no ano seguinte virou coordenador técnico do Fortaleza, que disputava a série A do Campeonato Brasileiro, quando o clube realizou a melhor campanha de sua história em campeonatos nacionais.Permaneceu até 2006 e chegou a assumir o cargo de técnico interino do time.

Guaratinguetá e Palmeiras  Em 2007. iniciou a temporada como treinador do Guaratinguetá, montou a equipe que após sua saída venceu o título do Interior, com Márcio Araújo. Recebeu, e aceitou, um convite do Palmeiras para assumir a gerência de futebol do clube onde iniciara a carreira como jogador

Presidente Prudente - SP  Depois de deixar o cargo de gerente de futebol, Toninho Cecílio manifestou o desejo de voltar a ser treinador e menos de três semanas após sair do Palmeiras assumiu o comando técnico do Grêmio Prudente para substituir Vinícius Eutrópio, demitido dois dias antes. O presidente do clube, Marco Antônio Monteiro de Almeida, demonstrou confiança em seu novo treinador: "Temos certeza de que fizemos a escolha certa." Toninho estreou com três vitórias, o que aproximou o clube da zona de classificação para a segunda fase do Paulistão, com base em uma zaga sólida. "Zaga forte dá tranquilidade para o time e permite a criação de jogadas", analisou Toninho, em entrevista ao JT. "Não gosto de contar com o erro do adversário. Quero o time criando a jogada para o gol. Isso é futebol." Chegou às semifinais do estadual com impressionantes 87% de aproveitamento, sendo eliminado pelo Santo André, e comandou o time durante treze rodadas no Brasileirão, deixando o clube no dia 9 de agosto para assinar com o Vitória.

TECNICO PARANA CLUBE.png

Técnico do Paraná Clube  O técnico Toninho Cecílio elogiou bastante o desempenho do Paraná na goleada diante do Nacional por 4 a 0, na Vila Capanema, na estreia do Campeonato Paranaense. Gostou do entrosamento e, principalmente, da determinação do time paranista. “Como treinador, posso criar táticas e estratégias. Mas não consigo fazer nada se os jogadores não executarem o que foi planejado. E isso, felizmente, aconteceu. É um time solidário, todos jogando por todos. A estrutura que mantivemos no ano passado pareceu receber muito bem os novos membros do elenco. Parece que estamos juntos há mais tempo”, comentou o técnico. Precisamos continuar mostrando que somos um time determinado, que busca algo a mais. No futebol, precisamos ficar sempre atentos. Ainda é muito cedo para falarmos de nosso desempenho no resto da temporada. Ainda será preciso muito suor”, acrescentou.

Anderson Cléber Beraldo (São Paulo, 27 de abril de 1980) é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente, defende o Paraná Clube.
anderson.jpg Carreira  Defesa central, começou a sua carreira no Grêmio Maringá. A sua ascensão acontece no Corinthians, onde se tornou capitão e líder dos onze. Anderson foi campeão Junior com o Corinthians em 2000, junto com Gil, Rubinho, Marquinhos, Ewerthon e outra sacada de bons futuros jogadores. Anderson saiu do Corinthians em 2005, como parte do pagamento do meio-campista Roger, para o Benfica, de Portugal. No ano de 2007, Anderson foi para o Lyon, da França. Em 2008, o jogador foi contratado por empréstimo pelo São Paulo. No dia 22 de janeiro de 2009, o Cruzeiro acertou o empréstimo do zagueiro, que foi cedido gratuitamente pelo Lyon, dono dos seus direitos econômicos, até o dia 15 de julho do mesmo ano. Findo o contrato o jogador retornou ao Lyon, seu time de origem. No início de 2011, assinou contrato com o Santo André. Poucos meses depois o time foi eliminado da Copa do Brasil, e o jogador rescindiu o contrato. Em Abril, foi apresentado como novo reforço do América MG para o Brasileirão 2011.

Títulos *Corinthians Mundial de Clubes: 2000  *Campeonato Paulista: 2001 e 2003   *Torneio Rio-São Paulo: 2002  *Copa do Brasil: 2002  *Campeonato Brasileiro: 2005  *Benfica Supertaça de Portugal: 2004/05  *Lyon Copa da França: 2007  *Campeonato Francês: 2007/2008  *São Paulo Campeonato Brasileiro: 2008  *Cruzeiro Campeonato Mineiro: 2009  *Paraná Campeonato Paranaense Série Prata: 2012


Parana_Clube.png

PARANÁ TIME.png

O Paraná Clube foi Campeão Brasileiro da Série B em 1992 e 2000 e manteve-se na 1ª Divisão nacional até 2007. Nos últimos anos o clube teve um crescimento gradativo, disputando algumas competições continentais, como a Copa Libertadores de 2007. Porém, neste mesmo ano o clube foi rebaixado para a segunda divisão nacional. Com apenas duas décadas de vida o Paraná Clube é atualmente o 23º time no Ranking da CBF, com 1.080 pontos e possui também a 23º maior torcida do Brasil.

PARANÁ CLUBE

O Paraná Clube é um clube social e de futebol brasileiro da cidade de Curitiba, estado do Paraná. O clube é carinhosamente chamado de Tricolor da Vila, referência às suas cores e ao apelido da sua principal praça esportiva, a Vila Capanema (Estádio Durival Britto e Silva). Atualmente chamado de Timaço da Vila por Anderson Luís, um dos Repórteres Esportivos de Curitiba, a expressão ganhou força e desde 2007 passou a ser muito utilizada dentre os torcedores do time. A equipe foi fundada no dia 19 de dezembro de 1989[1], após uma fusão entre Colorado Esporte Clube e Esporte Clube Pinheiros. O Colorado era um clube de futebol, foi fundado em 1971 e era uma grande força popular daquela época, e o Pinheiros era um clube de futebol e também um grande clube social e foi fundado em 1914. Apesar de ser um clube novo, o Paraná detém, se somados os clubes que o formaram, 28 títulos paranaenses.

.